segunda-feira, 10 de outubro de 2011

ACIDENTES COM LAGARTAS

     As larvas de lepidópteros, mariposas e borboletas, são popularmente conhecidas como lagarta, taturana, bicho-cachorrinho, mandorová entre outros nomes. Seu corpo é formado pela cabeça, três pares de pernas, pares de pseudópodes, que podem variar de acordo com a espécie, segmentos torácicos e pelas cerdas de veneno.
     Esses insetos vivem em colônias ou de forma solitária em troncos e folhas de árvores e arbustos e se alimentam das partes verdes da árvore hospedeira, preferindo as frutíferas.
     Este é seu ciclo de vida:


      Os acidentes causados por lagartas é denominado erucismo. Existem três principais famílias causadoras de acidentes:
- Megaloygidae: nesta família encontramos lagartas com cerdas abundantes e longas em todo o corpo que encondem cerdas urticantes.


- Arctiidae: Assim como na família megalopygidae também apresentam cerdas longas por todo o corpo que escondem as cerdas venenosas. A pararama (Premolis semirufa) um exemplar desta família é responsável pela pararamose, uma inflamação crônica nas articulações que acomete os seringueiros do Pará que, ao retiram o látex, entram em contato com a lagarta.


- Saturniidae: as lagartas possuem cerdas em formato de pinheiro, dai seu nome popular "lagarta pinheirinho". A lagarta Lonomia faz parte desta família sendo responsável pelos acidentes mais graves.
 

     Os sintomas do contato com lagartas urticantes são: dor intensa e imediata que se irradia para além do local, edema, bolhas, necrose superficial e, em casos graves, hemorragia interna e até óbito.
     Em caso de acidente deve-se lavar o local com água corrente, fazer compressas com água gelada ou gelo e procurar assistência médica urgentemente, se possível, levando o animal para identificação.
     Para se prevenir acidentes deve-se olhar atentamente para folhas troncos de árvores antes de tocá-los, verificar a presença de folhas roídas, casulos e fezes do animal no solo, usar luvas em atividades de jardinagem, evitar que crianças se aproximem do local com a presença de lagartas, elas podem ser atraídas pelo coloriudo do animal e tentar tocá-las.
* A lagarta é uma fase de vida, então, evite os lugares em que são encontradas durante esse período. Mais tarde se tronarão borboletas e mariposas.

Um comentário:

  1. Gente, eu acabei pegando em uma lagarta o qual queimou como fogo: usei babosa e na hora a dor acabou e não fez bolhas (como é comum acontecer).

    ResponderExcluir